Presidentes da Câmara e Senado defendem auxílio emergencial e Guedes fala em medidas 'sem efeito fiscal'

Ministro Paulo Guedes se reuniu nesta quinta-feira (4) com o Arthur Arthur e o senador Rodrigo Pacheco (DEM), que defendem a implementação de um novo auxílio emergencial

Paulo Guedes e Arthur Lira
Paulo Guedes e Arthur Lira (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com Metrópoles - O ministro da Economia, Paulo Guedes, se reuniu nesta quinta-feira (4) com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para debater a retomada do auxílio emergencial e a reforma tributária. 

Na saída do encontro, Guedes não falou em novo auxílio emergencial e se disse “esperançoso e até confiante” na retomada da agenda de reformas. Ele defendeu a vacinação em massa e a proteção dos mais vulneráveis, mas com “medidas sem efeito fiscal, como a antecipação do 13º”.

Leia a íntegra no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email