Procurador das pedaladas quer vaga no STF

O Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Contas defendeu nesta terça-feira, 24, a indicação do procuradorJulio Marcelo, que criou a tese das pedaladas fiscais da presidente Dilma Rousseff para o Supremo Tribunal Federal, na vaga de Teori Zavascki; graças a essa tese, Michel Temer chegou ao poder por meio de um golpe parlamentar

Comissão Especial do Impeachment 2016 (CEI2016) realiza reunião para ouvir testemunhas de acusação. À mesa, o procurador do Tribunal de Contas da União (TCU), Júlio Marcelo de Oliveira (testemunha). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Comissão Especial do Impeachment 2016 (CEI2016) realiza reunião para ouvir testemunhas de acusação. À mesa, o procurador do Tribunal de Contas da União (TCU), Júlio Marcelo de Oliveira (testemunha). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado (Foto: Leonardo Attuch)

Brasília 247 – O Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Contas defendeu nesta terça-feira, 24, a indicação do procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União Julio Marcelo, que criou a tese das pedaladas fiscais da presidente Dilma Rousseff, pretexto para o golpe parlamentar de 2016, para o Supremo Tribunal Federal, na vaga de Teori Zavascki.

“Trata-se de profissional bastante conhecido por sua competência e notável equilíbrio, qualidades que foram marcantes em recente episódio, no qual, quebrando jejum histórico de décadas, o Tribunal de Contas da União decidiu acolher o seu brilhante trabalho e opinou pela emissão de parecer prévio, recomendando a desaprovação das contas do governo federal, exercício de 2014”, destaca nota pública divulgada pelo colegiado.

“Profissional exemplar, técnico dedicado, honrado pai de família, Júlio Marcelo de Oliveira é, sem dúvida, um grande nome, à altura da nossa Suprema Corte, a qual, rememore-se, já contou com os nomes de outros membros do Ministério Público de Contas Brasileiro, a saber: os senhores ministros aposentados, Carlos Ayres de Brito (ex membro do MP de Contas de Sergipe) e Luís Octávio Gallotti (ex membro do MP de Contas da União), além do falecido ministro Vítor Nunes Leal (ex membro do MP de Contas do DF)”, diz ainda o texto.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247