Programa Prospera libera mais R$ 768 milhões

Governo do Distrito Federal entrou o 18° lote do programa entregou 57 cartas de crédito, no valor total de R$ 768 milhões; das cartas entregues nesta semana, 31 são urbanas (R$ 344.595,00) e 26, rurais (R$ 423.767,33); com os números de hoje, foram contemplados pelo Prospera, em 2016, 596 microempreendedores, em um total de R$ 7.324.486,60 distribuídos em cartas de créditos; a meta é atingir R$ 11 milhões neste ano

Governo do Distrito Federal entrou o 18° lote do programa entregou 57 cartas de crédito, no valor total de R$ 768 milhões; das cartas entregues nesta semana, 31 são urbanas (R$ 344.595,00) e 26, rurais (R$ 423.767,33); com os números de hoje, foram contemplados pelo Prospera, em 2016, 596 microempreendedores, em um total de R$ 7.324.486,60 distribuídos em cartas de créditos; a meta é atingir R$ 11 milhões neste ano
Governo do Distrito Federal entrou o 18° lote do programa entregou 57 cartas de crédito, no valor total de R$ 768 milhões; das cartas entregues nesta semana, 31 são urbanas (R$ 344.595,00) e 26, rurais (R$ 423.767,33); com os números de hoje, foram contemplados pelo Prospera, em 2016, 596 microempreendedores, em um total de R$ 7.324.486,60 distribuídos em cartas de créditos; a meta é atingir R$ 11 milhões neste ano (Foto: Leonardo Lucena)

SAMIRA PÁDUA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA - Pela sétima vez, Maria dos Remédios, de 47 anos, busca recursos do Prospera para melhorar seu empreendimento. Há 17 anos com box na Feira Modelo de Sobradinho de roupas e acessórios femininos, ela conta com o programa do governo de Brasília para desenvolver seu negócio.

“O Prospera tem me ajudado bastante em tudo: na construção do meu box, na reforma, nos móveis planejados que eu fiz, no investimento na mercadoria”, contou a empreendedora. Ela foi uma das contempladas com o décimo oitavo lote do programa, que nesta terça-feira (18) entregou 57 cartas de crédito, no valor total de R$ 768.362,33.

Com a carta, Maria dos Remédios pretende expandir a variedade de produtos e fazer melhorias no box, já de olho nas festas de fim de ano. “Peguei o dinheiro para fazer uma pequena reforma e investir em mercadoria. Quero mudar um pouco e passar a vender peças íntimas também”, disse.

Das cartas entregues nesta semana, 31 são urbanas (R$ 344.595,00) e 26, rurais (R$ 423.767,33). Com os números de hoje, foram contemplados pelo Prospera, em 2016, 596 microempreendedores, em um total de R$ 7.324.486,60 distribuídos em cartas de créditos. A meta é atingir R$ 11 milhões neste ano.

A ação ocorreu no auditório da Secretaria Adjunta do Trabalho, na Quadra 6 do Setor Comercial Sul. “Neste período em que o mercado não está aquecido, muitos desses empreendedores são a única fonte de renda da família”, disse o subsecretário de Microcrédito e Empreendedorismo, João Carlos Martins Neto.

Quem pode obter recursos do Prospera DF

O Prospera é voltado a empreendedores urbanos do setor informal (como autônomos), microempresas ou empresas de pequeno porte, artesãos, cooperativas de trabalho e produção individual nas áreas urbanas e rurais do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal e Entorno (Ride). Os recursos saem do Fundo de Geração de Emprego e Renda.

O recurso pode ser usado para a aquisição de máquinas, equipamentos, móveis, utensílios. O capital de giro na área urbana é exclusivo para a compra de matérias-primas e mercadorias. A modalidade de custeio rural é para gastos com insumos e preparação de terra para plantio, por exemplo. Desde o pedido até depois da concessão do crédito, os beneficiados recebem acompanhamento e orientação.

Para a área urbana, as taxas de juros representam aproximadamente 0,7% ao mês para capital de giro e investimento. No caso da área rural, as taxas praticadas no Prospera são de 2% ao ano para custeio e de 3% anuais para investimento.

O programa é iniciativa da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, com apoio do Banco de Brasília (BRB) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater-DF).

Como solicitar crédito do Prospera DF

Interessados devem procurar as Agências do Trabalhador do Plano Piloto, no Setor Comercial Sul (Quadra 6, Lotes 10 e 11), ou de Taguatinga, na Avenida das Palmeiras (Quadra C4, Lote 3), onde funcionam as duas agências de crédito dogoverno de Brasília. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. É preciso levar documentação do empreendimento e comprovar a atividade desenvolvida.

No caso da área rural, deve-se procurar uma das unidades da Emater-DF. O atendimento na empresa pública é de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas.

Inscrições para o Prospera DF

Nas Agências do Trabalhador do Plano Piloto (Setor Comercial Sul, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3)

Das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247