Projeto de privatização dos Correios será enviado ao Congresso após eleições

O projeto já foi enviado ao Palácio do Planalto pelo ministro das Comunicações, Fabio Faria, duas semanas atrás, após o governo ter derrotado a greve dos trabalhadores da empresa

Agência dos Correios e Fábio Faria
Agência dos Correios e Fábio Faria (Foto: Elza Fiúza/Arquivo Agência Brasil | Carolina Antunes /PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Segundo interlocutores do governo de Jair Bolsonaro, o projeto de lei (PL) da privatização dos Correios só será enviado ao Congresso após as eleições municipais, conforme noticiou Carla Araújo em sua coluna no UOL

O projeto já foi enviado ao Palácio do Planalto pelo ministro das Comunicações, Fabio Faria, duas semanas atrás, após o governo ter derrotado a greve dos trabalhadores da empresa.

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) é uma das maiores estatais do Brasil e a única que está presente em todas as cidades do País. 

No projeto proposto por Faria a ideia é desmembrar a empresa, com a criação de uma Agência Nacional de Comunicações, no lugar da atual Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que passará a regular os serviços postais.

O projeto de lei sobre a privatização dos Correios prevê que a União mantenha a obrigatoriedade de garantir a universalidade do serviço de entregas postais, seja por meio de uma estatal ou de contratos de concessão.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247