PSL quer desidratar Previdência

As propostas apresentadas pelo PSL para a reforma da Previdência em favor de corporações públicas poderão atrasar a votação prevista para esta quarta-feira (26) na comissão especial sobre o tema, além de reduzir a economia gerada com as mudanças no sistema

Assista: bate-boca entre deputados na Câmara quase vira pancadaria
Assista: bate-boca entre deputados na Câmara quase vira pancadaria

247 - As propostas apresentadas pelo PSL para a reforma da Previdência em favor de corporações públicas poderão atrasar a votação prevista para esta quarta-feira (26) na comissão especial sobre o tema, além de reduzir a economia gerada com as mudanças no sistema previdenciário. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "a avaliação é do presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM).  Após a votação do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), que fez alterações no texto enviado pelo governo ao Congresso, a comissão especial irá analisar os chamados destaques individuais e de bancadas partidárias para tentar modificar a proposta."

A matéria ainda acrescneta que "deputados do PSL apresentaram destaques que favorecem o segmento de segurança pública, como policiais civis, militares e federais, além de agentes penitenciários, vigilantes e guardas municipais."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247