PT pode rifar vaga no Senado do DF por Agnelo

Até então, o partido estudava lançar o deputado federal Geraldo Magela ou o deputado distrital Chico Leite, mas diante das pressões do chamado G5, PEN, PTC, PTdoB, PHS e PRP, nanicos da base aliada de Agnelo, o cenário pode mudar; com três deputados distritais, eles podem aumentar tempo de exposição do atual governador na TV

Até então, o partido estudava lançar o deputado federal Geraldo Magela ou o deputado distrital Chico Leite, mas diante das pressões do chamado G5, PEN, PTC, PTdoB, PHS e PRP, nanicos da base aliada de Agnelo, o cenário pode mudar; com três deputados distritais, eles podem aumentar tempo de exposição do atual governador na TV
Até então, o partido estudava lançar o deputado federal Geraldo Magela ou o deputado distrital Chico Leite, mas diante das pressões do chamado G5, PEN, PTC, PTdoB, PHS e PRP, nanicos da base aliada de Agnelo, o cenário pode mudar; com três deputados distritais, eles podem aumentar tempo de exposição do atual governador na TV (Foto: Roberta Namour)

247 – O PT do Distrito Federal pode ceder a vaga ao Senado para legendas aliadas, de olho em mais tempo de televisão ao governador Agnelo Queiroz (PT).

Até então, o partido estudava indicar o deputado federal Geraldo Magela e o deputado distrital Chico Leite. Mas diante das pressões do chamado G5: PEN, PTC, PTdoB, PHS e PRP, nanicos da base aliada de Agnelo, o cenário pode mudar. Eles possuem três deputados distritais – um deles, Alírio Neto (PEN) ex- secretário de Justiça na administração petista.

A chapa do PT pela reeleição já conta com Tadeu Filippelli (PMDB) como vice.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247