Racionamento de água no DF termina em 15 de Junho

Após a verificação que o reservatório do Descoberto ultrapassou 90% da sua capacidade, o governo do Distrito Federal (DF) anunciou que, a partir de 15 de junho, termina o racionamento de água; decisão do fim do racionamento foi definida "com base em estudos técnicos, que garantam a segurança hídrica e o conforto da população, e ouvido especialistas na área"

Barragem do Descoberto, Brasília, DF, Brasil 7/11/2016- Barragem do Descoberto, principal reservatório de fornecimento de água para o Distrito Federal, com nível de água próximo aos 20%. Foto: Tony Winston/ Agência Brasília
Barragem do Descoberto, Brasília, DF, Brasil 7/11/2016- Barragem do Descoberto, principal reservatório de fornecimento de água para o Distrito Federal, com nível de água próximo aos 20%. Foto: Tony Winston/ Agência Brasília (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Agência Brasil - O governo do Distrito Federal (DF) anunciou hoje (3) que, a partir de 15 de junho, termina o racionamento de água no DF. O anúncio foi feito pelo governador Rodrigo Rollemberg, em entrevista à imprensa no Palácio Buriti, após a verificação técnica do reservatório do Descoberto ter ultrapassado 90% da sua capacidade.

Rollemberg destacou a participação da população nesse processo, fazendo com que o consumo diminuísse de 12 a 13%. Para o governador, essa redução é um “grande legado”. A Resolução nº 8, de 3 de maio de 2018, sobre o assunto será publicada amanhã (4) no Diário Oficial do DF.

O fim do rodízio será explicado pelo diretor-presidente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa), Paulo Salles, em entrevista à imprensa marcada para essa sexta-feira, na sede da agência, em Brasília.

A  Adasa informou, por meio de nota, que a decisão do fim do racionamento foi definida "com base em estudos técnicos, que garantam a segurança hídrica e o conforto da população, e ouvido especialistas na área". A agência ressaltou a importância da população "manter as boas práticas de uso racional e econômico da água durante o período de seca que se inicia".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247