Rejeitado pela maioria dos brasileiros, Bolsonaro diz estar infeliz na presidência

Com sua família envolvida num megaesquema de corrupção, Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (21) que “é difícil ter dia para ser feliz" na Presidência. "A vida é sacrificante. É uma monotonia no final de semana", afirmou. Sobre a relação com Donald Trump, Bolsonaro disse a maneira como ele o trata é excepcional. "Apesar de eu ser uma pessoa tosca na política"

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com 53% dos brasileiros desaprovando sua maneira de governar o País e em meio ao escândalo das rachadinhas que envolve o filho Flávio Bolsonaro e ex-assessores, Jair Bolsonaro criticou a vida que leva como presidente, em entrevista a jornalistas neste sábado, 21. 

“É difícil ter dia para ser feliz, cara, problemas. A vida é sacrificante. Eu estou até feliz de estar com vocês aqui, porque, geralmente, é uma monotonia. É uma monotonia no final de semana. Se vocês não estivessem aqui, eu ia nadar 200 ou 300 metros e ia ao escritório bolar coisas”, afirmou Bolsonaro. 

Bolsonaro disse ainda que admira o estilo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e que, nos três encontros que tiveram, foi tratado muito bem pelo americano. Ele reconhece, no entanto, ter um “linguajar diferente” ao de outras autoridades.

“A maneira como ele me trata é excepcional, apesar de eu ser uma pessoa tosca na política. Eu sempre fui do baixo clero”, admitiu Bolsonaro. 

A entreviosta foi dada um dia depois de Bolsonaro quebrar o decoro do cargo presidencial e atacar jornalistas que exerciam seu trabalho e perguntavam-no sobre o escândalo envolvendo o filho (leia mais no Brasil 247). 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247