Rejeitado por quase 100%, Temer diz que não errou e que torce para não ter que continuar

"Não sinto que tenha errado", disse Michel Temer, em entrevista à RedeTV, na noite de ontem; no poder por meio de um golpe parlamentar, ele é rejeitado por 92% dos brasileiros, segundo o Vox Populi, que veem o Brasil no rumo errado e corrupto para 73% da população, segundo o Datafolha; na mesma entrevista, ele também disse que nunca irá se aposentar, embora já tenha se aposentado, com benefícios integrais, aos 55 anos de idade, dez a menos do que a idade mínima que tenta impor à população; ele também afirmou que torce para não ter que continuar – uma emenda constitucional polêmica pode esticar seu mandado e ganhou urgência ontem

Presidente Michel Temer, em São Paulo. 03/04/2017 REUTERS/Nacho Doce
Presidente Michel Temer, em São Paulo. 03/04/2017 REUTERS/Nacho Doce (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Não sinto que tenha errado", disse Michel Temer, em entrevista à RedeTV, na noite de ontem.

No poder por meio de um golpe parlamentar, ele é rejeitado por 92% dos brasileiros, segundo o Vox Populi, que veem o Brasil no rumo errado e corrupto para 73% da população, segundo o Datafolha.

Na mesma entrevista, ele também disse que nunca irá se aposentar, embora já tenha se aposentado, com benefícios integrais, aos 55 anos de idade, dez a menos do que a idade mínima que tenta impor à população.

"Aposentar-me nunca, jamais, mas eu não tenho intenção de continuar a atividade política, já cumpri meu papel", afirmou em entrevista à RedeTV! gravada nesta terça-feira, 2, e exibida na noite desta quinta, 4.

Temer também disse que torce para que não peçam para que ele continue. "Só espero que as reformas deem certo e que não haja necessidade de pedirem para eu continuar", disse. 

Ontem, uma emenda constitucional que pode ampliar seu mandato ganhou tramitação urgente (leia mais aqui).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247