Renan: 'Dilma está dando uma virada no governo'

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), classificou como “uma demonstração de ousadia” da presidente Dilma Rousseff a escolha de Michel Temer para a articulação política, pois “denota que ela está querendo dar uma virada” no relacionamento com os aliados: “Primeiro na redução do número de ministérios, que é a primeira consequência prática da designação de Michel Temer. Segundo, porque é uma definitiva tentativa de aproximação com o Congresso e de aprimoramento da própria coalizão”

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), classificou como “uma demonstração de ousadia” da presidente Dilma Rousseff a escolha de Michel Temer para a articulação política, pois “denota que ela está querendo dar uma virada” no relacionamento com os aliados: “Primeiro na redução do número de ministérios, que é a primeira consequência prática da designação de Michel Temer. Segundo, porque é uma definitiva tentativa de aproximação com o Congresso e de aprimoramento da própria coalizão”
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), classificou como “uma demonstração de ousadia” da presidente Dilma Rousseff a escolha de Michel Temer para a articulação política, pois “denota que ela está querendo dar uma virada” no relacionamento com os aliados: “Primeiro na redução do número de ministérios, que é a primeira consequência prática da designação de Michel Temer. Segundo, porque é uma definitiva tentativa de aproximação com o Congresso e de aprimoramento da própria coalizão” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), classificou como “uma demonstração de ousadia” da presidente Dilma Rousseff a escolha de Michel Temer para a articulação política, pois “denota que ela está querendo dar uma virada” no relacionamento com os aliados:

“Primeiro na redução do número de ministérios, que é a primeira consequência prática da designação de Michel Temer. Segundo, porque é uma definitiva tentativa de aproximação com o Congresso e de aprimoramento da própria coalizão”, disse o peemedebista ao IG (assista aqui).

Dilma decidiu que Pepe Vargas (PT) deixa a Secretaria de Relações Institucionais, que passa a integrar as competências do vice-presidente. A Secretaria de Relações Institucionais é responsável pelo relacionamento da Presidência da República com o Congresso Nacional, a sociedade e os partidos políticos, além da interlocução com estados , municípios e Distrito Federal.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247