Renan fecha com Temer e faz jantar para Meirelles

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), voltou a operar alinhado com o governo do presidente interino Michel Temer; segundo a colunista Mônica Bergamo, ele convidou senadores para um jantar em sua residência com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na próxima semana; articulação já conta com baixas no PMDB: "Dispenso comida indigesta. Esse cardápio, de entrega da soberania nacional, tendo os direitos sociais dos trabalhadores como sobremesa, não me apetece", diz o senador Roberto Requião (PMDB-PR)

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), voltou a operar alinhado com o governo do presidente interino Michel Temer; segundo a colunista Mônica Bergamo, ele convidou senadores para um jantar em sua residência com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na próxima semana; articulação já conta com baixas no PMDB: "Dispenso comida indigesta. Esse cardápio, de entrega da soberania nacional, tendo os direitos sociais dos trabalhadores como sobremesa, não me apetece", diz o senador Roberto Requião (PMDB-PR)
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), voltou a operar alinhado com o governo do presidente interino Michel Temer; segundo a colunista Mônica Bergamo, ele convidou senadores para um jantar em sua residência com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na próxima semana; articulação já conta com baixas no PMDB: "Dispenso comida indigesta. Esse cardápio, de entrega da soberania nacional, tendo os direitos sociais dos trabalhadores como sobremesa, não me apetece", diz o senador Roberto Requião (PMDB-PR) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), voltou a operar alinhado com o governo do presidente interino Michel Temer.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, ele convidou senadores para um jantar em sua residência com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na próxima semana.

A articulação, no entanto, já conta com baixas no PMBD: "Dispenso comida indigesta. Esse cardápio, de entrega da soberania nacional, tendo os direitos sociais dos trabalhadores como sobremesa, não me apetece", diz o senador Roberto Requião (PMDB-PR).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247