Renan promete não manchar biografia

Pressionado pela oposição a imprimir na tramitação do impeachment de Dilma Rousseff o ritmo do processo contra Fernando Collor — quando o Senado demorou três dias para abrir a ação desde a votação na Câmara — Renan Calheiros (PMDB-AL) disse a líderes que “não manchará sua biografia” com o caso, segundo a colunista Natuza Nery; o PSDB indicará o senador Antonio Anastasia (MG) para presidir a comissão; Eunicio Oliveira, nome do PMDB para a relatoria, esteve na terça por duas horas com o vice Michel Temer

Presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) concede entrevista no Senado. Foto: Jonas Pereira/Agência Senado
Presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) concede entrevista no Senado. Foto: Jonas Pereira/Agência Senado (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pressionado pela oposição a imprimir na tramitação do impeachment de Dilma Rousseff o ritmo do processo contra Fernando Collor — quando o Senado demorou três dias para abrir a ação desde a votação na Câmara — Renan Calheiros (PMDB-AL) disse a líderes que “não manchará sua biografia” com o caso, segundo a colunista Natuza Nery.

O PSDB indicará o senador Antonio Anastasia (MG) para presidir a comissão e Eunicio Oliveira o nome do PMDB para a relatoria. Ele esteve na terça por duas horas com o vice Michel Temer.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email