Renan: vão acabar decretando a prisão de Cunha

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), fez um alerta sobre as manobras do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), para protelar seu processo de cassação: “A influência dele na comissão vem desde lá de trás. Mas, se ele continuar destituindo relator, trocando líder, manobrando com minorias, vão acabar decretado a prisão dele”

Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), fez um alerta sobre as manobras do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), para protelar seu processo de cassação: “A influência dele na comissão vem desde lá de trás. Mas, se ele continuar destituindo relator, trocando líder, manobrando com minorias, vão acabar decretado a prisão dele”
Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), fez um alerta sobre as manobras do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), para protelar seu processo de cassação: “A influência dele na comissão vem desde lá de trás. Mas, se ele continuar destituindo relator, trocando líder, manobrando com minorias, vão acabar decretado a prisão dele” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), fez um alerta sobre as manobras do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), para protelar seu processo de cassação no Conselho de Ética da Casa:

“A influência dele na comissão vem desde lá de trás. Mas, se ele continuar destituindo relator, trocando líder, manobrando com minorias, vão acabar decretado a prisão dele”, teria dito Renan, em jantar na casa do líder do PMDB no Senado, Eunício de Oliveira, segundo reportagem do Globo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email