Rollemberg quer extinguir 60% dos comissionados

Governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB) reafirmou a pretensão de extinguir 60% dos cargos comissionados de livre provimento, que somam cerca de oito mil servidores, conforme dados oficiais de novembro; austeridade é a palavra-chave do futuro governador, que também reduziu o número de secretarias – serão 34; o governo atual conta com 39 pastas; o rombo nas contas públicas do GDF está estimado em R$ 3,8 bilhões; "A primeira tarefa são as ações que vão garantir a redução das despesas e o aumento da receita. São as medidas de austeridade para conseguir em pouco tempo o equilíbrio nas contas do DF", disse o pessebista

Governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB) reafirmou a pretensão de extinguir 60% dos cargos comissionados de livre provimento, que somam cerca de oito mil servidores, conforme dados oficiais de novembro; austeridade é a palavra-chave do futuro governador, que também reduziu o número de secretarias – serão 34; o governo atual conta com 39 pastas; o rombo nas contas públicas do GDF está estimado em R$ 3,8 bilhões; "A primeira tarefa são as ações que vão garantir a redução das despesas e o aumento da receita. São as medidas de austeridade para conseguir em pouco tempo o equilíbrio nas contas do DF", disse o pessebista
Governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB) reafirmou a pretensão de extinguir 60% dos cargos comissionados de livre provimento, que somam cerca de oito mil servidores, conforme dados oficiais de novembro; austeridade é a palavra-chave do futuro governador, que também reduziu o número de secretarias – serão 34; o governo atual conta com 39 pastas; o rombo nas contas públicas do GDF está estimado em R$ 3,8 bilhões; "A primeira tarefa são as ações que vão garantir a redução das despesas e o aumento da receita. São as medidas de austeridade para conseguir em pouco tempo o equilíbrio nas contas do DF", disse o pessebista (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – O governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), reafirmou, nesta segunda-feira (15), a pretensão de extinguir 60% dos cargos comissionados de livre provimento, que somam cerca de oito mil servidores, conforme dados oficiais de novembro. Austeridade é a palavra-chave do futuro governador, que também reduziu o número de secretarias – serão 34. O governo atual conta com 39 pastas. O rombo nas contas públicas do GDF está estimado em R$ 3,8 bilhões.

No Brasília Palace Hotel, Rollemberg confirmou que quais as primeiras medidas oficiais a serem tomadas. "A primeira tarefa são as ações que vão garantir a redução das despesas e o aumento da receita. São as medidas de austeridade para conseguir em pouco tempo o equilíbrio nas contas do DF", disse.

O governo Agnelo Queiroz (PT) desmente o quadro caótico nas contas públicas em sua gestão, com atraso de salários e pagamentos a fornecedores. O GDF garante que cada pasta está em ordem até o dia 31 de dezembro.

Em seu discurso, Rollemberg falou sobre o segundo pacote de medidas. "A segunda tarefa é a agenda positiva dos próximos 120 dias, das ações e realizações. O que posso assegurar é que, a partir do primeiro dia, a população vai perceber que é um governo diferente", afirmou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247