Rollemberg se solidariza com o povo belga

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, telefonou ao embaixador da Bélgica no Brasil, Jozef Smets, para prestar solidariedade ao povo belga e aos familiares das vítimas do atentado terrorista em Bruxelas, capital da Bélgica, provocado pelo Estado Islâmico (EI); "O governo de Brasília manifesta sua consternação pelos atentados terroristas ocorridos, na manhã desta terça-feira (22), em Bruxelas (Bélgica), que deixaram dezenas de mortos e mais de uma centena de feridos", diz a nota do GDF; "Brasília e Bruxelas são cidades-irmãs desde 2013"; EI prometei ataques "mais duros e mais amargos"

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, telefonou ao embaixador da Bélgica no Brasil, Jozef Smets, para prestar solidariedade ao povo belga e aos familiares das vítimas do atentado terrorista em Bruxelas, capital da Bélgica, provocado pelo Estado Islâmico (EI); "O governo de Brasília manifesta sua consternação pelos atentados terroristas ocorridos, na manhã desta terça-feira (22), em Bruxelas (Bélgica), que deixaram dezenas de mortos e mais de uma centena de feridos", diz a nota do GDF; "Brasília e Bruxelas são cidades-irmãs desde 2013"; EI prometei ataques "mais duros e mais amargos"
O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, telefonou ao embaixador da Bélgica no Brasil, Jozef Smets, para prestar solidariedade ao povo belga e aos familiares das vítimas do atentado terrorista em Bruxelas, capital da Bélgica, provocado pelo Estado Islâmico (EI); "O governo de Brasília manifesta sua consternação pelos atentados terroristas ocorridos, na manhã desta terça-feira (22), em Bruxelas (Bélgica), que deixaram dezenas de mortos e mais de uma centena de feridos", diz a nota do GDF; "Brasília e Bruxelas são cidades-irmãs desde 2013"; EI prometei ataques "mais duros e mais amargos" (Foto: Leonardo Lucena)

Brasília 247 - O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, manifestou, em nota, solidariedade às vítimas de uma atentado terrorista em Bruxelas, capital da Bélgica. Os ataques do Estado Islâmico (EI) deixaram mais de 30 mortos e cerca de 250 feridos. O EI 

"O governo de Brasília manifesta sua consternação pelos atentados terroristas ocorridos, na manhã desta terça-feira (22), em Bruxelas (Bélgica), que deixaram dezenas de mortos e mais de uma centena de feridos", diz a nota do GDF. "O governador Rodrigo Rollemberg telefonou ao embaixador da Bélgica no Brasil, Jozef Smets, para prestar solidariedade ao povo belga e aos familiares das vítimas do atentado. Brasília e Bruxelas são cidades-irmãs desde 2013".

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) assumiu formalmente responsabilidade pelos atentados de hoje em Bruxelas, na Bélgica, num comunicado em que ameaça com ataques “mais duros e mais amargos” os países que combatem os jihadistas.

“Uma célula secreta de soldados do califado lançou-se contra a cruzada Bélgica que não cessou de combater o Islã”, diz o texto, divulgado em francês e em árabe. O comunicado informa que os autores dos ataques utilizaram “cintos explosivos, bombas e espingardas metralhadoras” no Aeroporto de Zaventem e numa estação de metrô”, que foram “cuidadosamente escolhidos” para “matar o maior número" de pessoas.

*Com informações da Agência Lusa

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247