Rosso: “Não é hora de dividir o país ainda mais”

Presidente da Comissão Especial do Impeachment preside a sessão que vota o parecer do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), que admite a continue do processo contra a presidente Dilma; segundo Rosso, só terão voz os 25 líderes dos partidos para orientar suas bancadas; ele defendeu o bom senso na votação da matéria; "Não é hora de dividir ainda mais o país", afirmou; assista a sessão ao vivo

Brasília - O presidente da Comissão, Rogério Rosso e o relator, Jovair Arantes analisam o parecer que pede o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - O presidente da Comissão, Rogério Rosso e o relator, Jovair Arantes analisam o parecer que pede o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Aquiles Lins)

Por Edgard Matsuki, da EBC - Os 65 deputados que compõem a Comissão Especial de Impeachment, na Câmara dos Deputados, retomam os trabalhos nesta segunda (11), às 10h. Após os líderes dos partidos darem a sua palavra, os congressistas votam o parecer do relator Jovair Arantes (PTB-GO). A previsão da votação é às 17h.

Segundo o presidente da Comissão Especial, deputado federal Rogério Rosso (PSD-DF), esclareceu na sexta-feira, na sessão de votação só terão voz os 25 líderes dos partidos para orientar suas bancadas. Ele defendeu o bom senso na votação da matéria. "Não é hora de dividir ainda mais o país", afirmou. 

O tempo que cada um terá para se manifestar vai depender do tamanho do bancada, podendo variar de 3 a 10 minutos. Não serão aceitas questões de ordem, pedidos de adiamento de votação, nem retirada da votação de pauta.

Assista ao vivo no player abaixo: 

 

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247