Saúde acerta contratação de 443 novos médicos

Para amenizar crise no sistema de saúde do Distrito Federal, secretaria anunciou chamamento de 443 profissionais aprovados em regime seletivo simplificado; serão mais 30 anestesistas, 60 pediatras, 40 cardiologistas, 90 clínicos, cinco cirurgiões pediátricos, 25 médicos da família, 50 ginecologistas, 10 hematologistas, 30 para especialistas para atuarem em UTI adulto e outros 30 em UTI neonatal

Para amenizar crise no sistema de saúde do Distrito Federal, secretaria anunciou chamamento de 443 profissionais aprovados em regime seletivo simplificado; serão mais 30 anestesistas, 60 pediatras, 40 cardiologistas, 90 clínicos, cinco cirurgiões pediátricos, 25 médicos da família, 50 ginecologistas, 10 hematologistas, 30 para especialistas para atuarem em UTI adulto e outros 30 em UTI neonatal
Para amenizar crise no sistema de saúde do Distrito Federal, secretaria anunciou chamamento de 443 profissionais aprovados em regime seletivo simplificado; serão mais 30 anestesistas, 60 pediatras, 40 cardiologistas, 90 clínicos, cinco cirurgiões pediátricos, 25 médicos da família, 50 ginecologistas, 10 hematologistas, 30 para especialistas para atuarem em UTI adulto e outros 30 em UTI neonatal (Foto: José Barbacena)

Brasília 247 - A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES) publicou no Diário Oficial do Distrito Federal de segunda-feira (30), o resultado final da avaliação curricular de médicos para contratação por tempo determinado, aprovados em processo seletivo simplificado.

Assim que tomarem posse, ainda no início de 2014, serão mais 443 médicos para atendimento a pacientes no DF e outros cinco enfermeiros, totalizando o preenchimento de 448 postos de trabalho.

Serão mais 30 anestesistas, 60 pediatras, 40 cardiologistas, 90 clínicos, cinco cirurgiões pediátricos, 25 médicos da família, 50 ginecologistas, 10 hematologistas, 30 para especialistas para atuarem em UTI adulto e outros 30 em UTI neonatal, 30 neurologistas, 30 ortopedistas, três médicos especialistas em radioterapia, 10 cancerologistas, além dos cinco novos enfermeiros.

Segundo o secretário-adjunto de Saúde do Distrito Federal, Elias Fernando Miziara, esse efetivo a ser contratado deve melhorar ainda mais o quadro funcional na SES, o que refletirá positivamente no atendimento ao paciente.

Um dos gargalos do governo do DF continua sendo a saúde, com deficiência no atendimento e no quadro de profissionais. A expectativa da administração é diminuir o déficit com a contratação desses novos profissionais.

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247