Se eu sair do PSL, maioria do partido continua comigo, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não pretende sair do PSL, mas que, se for necessário, ele sairá e levará a maioria do partido. Ele disse: "não gostaria de sair mas se for necessário eu vou seguir a minha linha e tenho certeza que a maioria do partido continua comigo caso eu venha a sair do partido"

(Foto: ADRIANO MACHADO - REUTERS)

247 - O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não pretende sair do PSL, mas que, se for necessário, ele sairá e levará a maioria do partido. Ele disse: "não gostaria de sair mas se for necessário eu vou seguir a minha linha e tenho certeza que a maioria do partido continua comigo caso eu venha a sair do partido."

Ele ainda disse: "e eu não posso ficar num partido se nós não tomarmos conhecimento de tudo que acontece lá. Porque qualquer caso envolvendo alguém do PSL no Brasil, quem é o responsável? Eu. Eu nem conheço o cara, nunca vi o vereador, o deputado estadual, ou aquele filiado e vêm pra cima de mim."

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "Bolsonaro não citou nominalmente o presidente da legenda, Luciano Bivar (PSL-PE), e tampouco o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), que foi gravado em áudio dizendo que implodiria o presidente."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247