Secundaristas se reúnem em grande ocupação da UnB

Estudantes de ocupações universitárias e secundaristas de todo o Brasil se reúnem na Ocupação da Universidade de Brasília (UnB), na capital federal, junto com diversas entidades do movimento educacional; ocupação da Universidade de Brasília recebe representantes das quase 200 ocupações e quer construir uma força-tarefa de resistência; com isso, a União Nacional dos Estudantes (UNE) planeja construir uma grande caravana até o Senado Federal no dia 29 de novembro, data em que será votada em primeira instância a PEC 55

Estudantes de ocupações universitárias e secundaristas de todo o Brasil se reúnem na Ocupação da Universidade de Brasília (UnB), na capital federal, junto com diversas entidades do movimento educacional; ocupação da Universidade de Brasília recebe representantes das quase 200 ocupações e quer construir uma força-tarefa de resistência; com isso, a União Nacional dos Estudantes (UNE) planeja construir uma grande caravana até o Senado Federal no dia 29 de novembro, data em que será votada em primeira instância a PEC 55
Estudantes de ocupações universitárias e secundaristas de todo o Brasil se reúnem na Ocupação da Universidade de Brasília (UnB), na capital federal, junto com diversas entidades do movimento educacional; ocupação da Universidade de Brasília recebe representantes das quase 200 ocupações e quer construir uma força-tarefa de resistência; com isso, a União Nacional dos Estudantes (UNE) planeja construir uma grande caravana até o Senado Federal no dia 29 de novembro, data em que será votada em primeira instância a PEC 55 (Foto: José Barbacena)

Brasília 247 - Estudantes de ocupações universitárias e secundaristas de todo o Brasil se reúnem na Ocupação da Universidade de Brasília (UnB), na capital federal, junto com diversas entidades do movimento educacional. A ocupação da Universidade de Brasília recebe representantes das quase 200 ocupações e quer construir uma força-tarefa de resistência.

Com isso, a União Nacional dos Estudantes ( UNE) planeja construir uma grande caravana até o Senado Federal no dia 29 de novembro, data em que será votada em primeira instância a PEC 55.

“Vamos trocar experiências, nos organizar e construir uma caravana que vai chamar a atenção da sociedade e mostrar para o Senado e para o governo que os estudantes sabem exatamente o que querem, não queremos essa PEC que pode prejudicar nosso futuro”, destacou o diretor da UNE e estudante da UnB, Iago Montalvão.

Estudantes da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), ocupada desde o dia 25 de outubro, estão em Brasília.

“Esperamos não só um posicionamento da UNE a respeito da criminalização dos movimentos sociais, como também que seja decidido o trâmite de organização de transporte e de estrutura para conseguirmos integrar a caravana e, caso a PEC passe já fala-se em ficar lá do dia 28 até a segunda votação no dia 13”, destacou Angelo Peter, presidente do CA de Filosofia.

De acordo com ele, além da luta contra a PEC 55 e o pacote de maldades de Temer na Rural, a ocupação também apoia a luta dos terceirizados da universidade por melhores condições de trabalho. Os professores também decretaram apoio ao movimento.

Os estudantes da ocupação da Universidade Federal do Ceará (UFC), que estão em greve desde o dia 3, também irão a Brasília. “Vamos construir uma grande caravana do Ceará rumo a Brasília com cerca de 200 estudantes para ir ao Senado”, afirmou Luis Carlos de Sousa, do DCE e do CA de Economia.

Segundo ele, na UFC já são 24 cursos ocupados e as assembleias só aumentam. A reitoria se manifestou a favor da legitimidade da manifestação e dos estudantes.

“Estamos vivendo um momento histórico aqui, de forte resistência, as ocupações têm conseguindo fomentar o debate e conscientizar os estudantes sobre os efeitos maléficos da PEC 55”, afirmou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247