Senadores do PT reiteram confiança em Lula

Em nota nesta noite, a bancada do PT no Senado disse lamentar a decisão do juiz Sérgio Moro de tornar réus o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, na Operação Lava Jato; os senadores dizem, contudo, que não ficaram surpresos, 'em razão de ser conhecida a estreita coordenação com que trabalham a força tarefa da Operação Lava Jato e aquela representação do Poder Judiciário na capital paranaense'; leia a íntegra da nota

Em nota nesta noite, a bancada do PT no Senado disse lamentar a decisão do juiz Sérgio Moro de tornar réus o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, na Operação Lava Jato; os senadores dizem, contudo, que não ficaram surpresos, 'em razão de ser conhecida a estreita coordenação com que trabalham a força tarefa da Operação Lava Jato e aquela representação do Poder Judiciário na capital paranaense'; leia a íntegra da nota
Em nota nesta noite, a bancada do PT no Senado disse lamentar a decisão do juiz Sérgio Moro de tornar réus o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, na Operação Lava Jato; os senadores dizem, contudo, que não ficaram surpresos, 'em razão de ser conhecida a estreita coordenação com que trabalham a força tarefa da Operação Lava Jato e aquela representação do Poder Judiciário na capital paranaense'; leia a íntegra da nota (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - Em nota nesta noite, a bancada do PT no Senado disse lamentar a decisão do juiz Sérgio Moro de tornar réus o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, na Operação Lava Jato. Os senadores dizem, contudo, que não ficaram surpresos, 'em razão de ser conhecida a estreita coordenação com que trabalham a força tarefa da Operação Lava Jato e aquela representação do Poder Judiciário na capital paranaense'. Abaixo a íntegra da nota.

BANCADA DO PT NO SENADO FEDERAL - NOTA À IMPRENSA

A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) no Senado lamenta a decisão da 13ª Vara Federal de Curitiba que tornou réus o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua esposa, dona Marisa Letícia, no âmbito da ação penal nº 5046512­94.2016.4.04.7000/PR.

A informação, no entanto, não foi recebida com surpresa pelos senadores do partido, em razão de ser conhecida a estreita coordenação com que trabalham a força tarefa da Operação Lava Jato e aquela representação do Poder Judiciário na capital paranaense.

Como diz o próprio despacho que acatou a denúncia, não houve "exame aprofundado das provas" contra o ex-presidente e sua mulher, o que significa dizer que não existe qualquer "juízo conclusivo quanto à presença de responsabilidade criminal", nem mesmo "juízo definitivo sobre os fatos, as provas e as questões de direito envolvidas" levados à Justiça pelo Ministério Público Federal.

A bancada do PT no Senado reitera a sua mais profunda confiança no ex-presidente Lula e na sua mulher, dona Marisa Letícia. Solidária a ambos, está certa de que, para além das convicções, os dois provarão a sua plena inocência nesse injusto processo em que, verdadeiramente, não são réus, mas vítimas.

Brasília, 20 de setembro de 2016.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247