Sindicato repudia demissões em massa do Jornal de Brasília

"O Sindicato repudia a decisão da empresa, que se configura como mais um caso de demissão em massa. Não são os trabalhadores que devem pagar a conta dos problemas econômicos das empresas, uma vez que estes são os responsáveis pelo bem mais precioso do veículo: a informação", diz nota do SJPDF; nesta segunda-feira, foram demitidos 15 dos 30 profissionais da empresa  

"O Sindicato repudia a decisão da empresa, que se configura como mais um caso de demissão em massa. Não são os trabalhadores que devem pagar a conta dos problemas econômicos das empresas, uma vez que estes são os responsáveis pelo bem mais precioso do veículo: a informação", diz nota do SJPDF; nesta segunda-feira, foram demitidos 15 dos 30 profissionais da empresa  
"O Sindicato repudia a decisão da empresa, que se configura como mais um caso de demissão em massa. Não são os trabalhadores que devem pagar a conta dos problemas econômicos das empresas, uma vez que estes são os responsáveis pelo bem mais precioso do veículo: a informação", diz nota do SJPDF; nesta segunda-feira, foram demitidos 15 dos 30 profissionais da empresa   (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do SJPDF – O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal tomou conhecimento de demissões que na redação do Jornal de Brasília nesta segunda-feira, 25/4. Informações obtidas pelo canal da ouvidoria da entidade indicam que 15 dos 30 jornalistas foram demitidos. O SJPDF vem cobrando desde ontem esclarecimentos quanto ao número de desligados mas a empresa não deu qualquer retorno até agora.

O Sindicato repudia a decisão da empresa, que se configura como mais um caso de demissão em massa. Não são os trabalhadores que devem pagar a conta dos problemas econômicos das empresas, uma vez que estes são os responsáveis pelo bem mais precioso do veículo: a informação.  

O SJPDF irá entrar com uma ação questionando a demissão em massa e coloca o seu departamento jurídico à disposição dos trabalhadores demitidos para esta e outras ações relativas a irregularidades no veículo.

A entidade procurou a direção do jornal na semana passada para saber se o boato de que ocorreriam demissões era verídico e qual era o motivo dos desligamentos. Sem resposta, o Sindicato soube nesta segunda que os jornalistas foram despedidos. De ontem para hoje, a entidade sindical entrou em contato com o setor de Recursos Humanos pelo menos cinco vezes, mas não obteve resposta e não conseguiu falar com os responsáveis. 

O Sindicato alerta que as demissões as demissões são um desrespeito com os trabalhadores ao retirar seu sustento e não reconhecer sua contribuição para a história do veículo. E traz também um prejuízo para quem fica na redação, já que estes profissionais enfrentam, cada vez mais, sobrecarga de trabalho, jornadas excessivas e acúmulo de funções. A diretoria lembra que as consequências também são desastrosas para o jornalismo como um todo, pois a redução de equipe interfere na qualidade da informação. 

O SJPDF reafirma a defesa dos empregos dos trabalhadores e se coloca à disposição dos colegas para quaisquer ações.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email