STF vê pressão de Bolsonaro sobre Aras em visita surpresa à PGR

A visita surpresa que Bolsonaro fez ao procurador-geral da República, Augusto Aras foi lida pelo STF como pressão indevida. Ministros reprovaram a visita e a compararam à visita surpresa que Bolsonaro fez à Suprema Corte junto de empresários

Visita surpresa de Bolsonaro a Augusto Aras
Visita surpresa de Bolsonaro a Augusto Aras (Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ministros do STF não gostaram da visita de Bolsonaro a Augusto Aras, procurador-geral da República que tem o poder de abrir investigação contra o presidente. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “o chefe do Executivo participava por videoconferência da posse de Carlos Alberto Vilhena na Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão quando, em um gesto interpretado como sendo de pressão, convidou a si mesmo para ir à PGR cumprimentar pessoalmente o recém-empossado no cargo.”

A matéria ainda informa que “no STF, ministros reprovaram a iniciativa de Bolsonaro e a compararam ao gesto do último dia 7, quando o chefe do Executivo atravessou a Praça dos Três Poderes a pé com um grupo de empresários para fazer uma visita ao Supremo. Na avaliação de integrantes da corte, o objetivo do presidente, assim como no começo do mês, foi pressionar uma instituição que pode impor limites à atuação dele.”

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247