TCU condena João Dias a devolver R$ 2 milhões

Ex-policial militar João Dias, representante legal da Federação Brasiliense de Kung-Fu (Febrak), foi condenado pelo Tribunal de Contas da União a devolver R$ 2 milhões aos cofres públicos; ele é acusado de desviar recursos do programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte; ao invés de usar o dinheiro na ONG que mantinha, João Dias aplicou os recursos na comprar de uma casa e carros de luxo

joao dias
joao dias (Foto: José Barbacena)

Brasília 247 - O ex-policial militar João Dias, representante legal da Federação Brasiliense de Kung-Fu (Febrak), foi condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) a devolver R$ 2 milhões aos cofres públicos, informa o site Diário do Poder. O processo é em decorrência das irregularidades cometidas por Dias no Programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte.

João Dias ficou conhecido como o principal delator e beneficiário do esquema de corrupção envolvendo o programa do governo federal, de onde saiu muito dinheiro destinado à sua ONG, de estímulo ao esporte. Ele acabou acusado de usar esses recursos para morar em uma casa de luxo e manter em sua garagem vários carros importados, como Camaro e BMW.

Ele recebia recursos para atender a 10 mil crianças na cidade de Sobradinho (DF). O dinheiro deveria ser utilizado na aquisição de quimonos e material recreativo, fornecimento de refeições e contratação de pessoal para atuar no projeto. 

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247