Temer sabia de ‘envelope grosso’

O ex-operador do presidente ilegítimo Michel Temer, José Yunes afirmou, em depoimento à Polícia Federal ter contado ao seu amigo Michel Temer (MDB), sobre a entrega de ‘envelope lacrado grosso’ do doleiro Lúcio Funaro a pedido do ministro Eliseu Padilha (MDB); Yunes disse que se “tratava de envelope lacrado grosso, da espessura de pouco mais de dois centímetros, que não era pesado”

José Yunes Lucio Funaro Temer
José Yunes Lucio Funaro Temer (Foto: Gustavo Conde)

247 - O ex-operador do presidente ilegítimo Michel Temer, José Yunes afirmou, em depoimento à Polícia Federal ter contado ao seu amigo Michel Temer (MDB), sobre a entrega de ‘envelope lacrado grosso’ do doleiro Lúcio Funaro a pedido do ministro Eliseu Padilha (MDB). Yunes disse que se “tratava de envelope lacrado grosso, da espessura de pouco mais de dois centímetros, que não era pesado”.

"Na oportunidade, não recebeu nenhuma caixa por parte de Funaro”, seguiu Yunes. “Conhecia o ministro Padilha e tem a esclarecer, que com relação à pessoa de Padilha, tinha um relacionamento amistoso, em consideração ao presidente da República. Essa foi a única vez que Padilha lhe fez esse tipo de pedido. Jamais havia recebido pedidos de outras pessoas para receber encomendas ou documentos em seu escritório.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247