Temer vive hoje como um clandestino no poder

Desde que foi flagrado nos grampos da JBS, e acusado de corrupção, organização criminosa e obstrução judicial, Michel Temer passou a adotar uma rotina de reclusão nos Palácios do Jaburu e do Planalto, em que se dedica apenas a realizar reuniões secretas com aliados mais próximos, sem participar de eventos públicos; na prática, age como um clandestino no poder

(Brasília - DF, 15/05/2017) Presidente Michel Temer durante entrevista para o programa Frente a Frente da Rede Vida. Foto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 15/05/2017) Presidente Michel Temer durante entrevista para o programa Frente a Frente da Rede Vida. Foto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Desde que foi flagrado nos grampos da JBS, e acusado de corrupção, organização criminosa e obstrução judicial, Michel Temer passou a adotar uma rotina de reclusão nos Palácios do Jaburu e do Planalto, em que se dedica apenas a realizar reuniões secretas com aliados mais próximos, sem participar de eventos públicos.

Na prática, age como um clandestino no poder, informa a jornalista Luciana Amaral.

Segundo ela, Temer "se fechou com aliados próximos no gabinete do Palácio do Planalto, onde trabalha, e no Palácio do Jaburu, onde mora."

"Desde então, ele não participou mais de eventos fora do Planalto nem promoveu cerimônias públicas na sede da Presidência. As únicas aparições públicas de Temer depois da data foram os dois pronunciamentos que deu para se defender das acusações presentes no depoimento dos empresários Joesley e Wesley Batista, além de diretores do grupo, ao MPF (Ministério Público Federal)", diz a jornalista.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247