Teori já tem lista de Youssef: 60 políticos

Já chegou ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, a relação dos políticos delatados pelo doleiro Alberto Youssef; são 60 nomes, que serão investigados no STF, porque têm direito ao foro privilegiado

Já chegou ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, a relação dos políticos delatados pelo doleiro Alberto Youssef; são 60 nomes, que serão investigados no STF, porque têm direito ao foro privilegiado
Já chegou ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, a relação dos políticos delatados pelo doleiro Alberto Youssef; são 60 nomes, que serão investigados no STF, porque têm direito ao foro privilegiado (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Já está em poder do ministro Teori Zavascki a delação premiada do doleiro Alberto Youssef, que, segundo reportagem de Letícia Casado e André Guilherme Vieira, do jornal Valor Econômico (leia aqui), cita 60 políticos.

"Ao menos 60 políticos foram mencionados por Youssef como participantes em supostos desvios de recursos da Petrobras. O número é similar ao fornecido pelo ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa e ambas as listas têm dezenas de nomes em comum", diz o texto dos repórteres.

A lista é semelhante à de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da estatal e será analisada por Teori, que poderá validar ou não a delação premiada de Youssef.

Parlamentares que estão perdendo o mandato serão julgados em primeira instância pelo juiz Sergio Moro. Apenas aqueles reeleitos serão julgados pelo STF, em razão do foro privilegiado. "Depois do dia 31 de janeiro, quando termina a atual legislatura, os deputados deixam de ter o mandato. Portanto, se a denúncia for apresentada pelo procurador-geral da República até essa data limite, o parlamentar responderá ao processo no STF. Já se a acusação for formalizada a partir de fevereiro, aí o parlamentar será julgado pelo juízo de primeira instância", disse o ex-ministro Carlos Velloso, do STF.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247