TSE fecha novo acordo com missão internacional para eleições de outubro

União Interamericana de Organismos Eleitorais (Uniore) vai atuar como observadora internacional nas eleições deste ano

www.brasil247.com - Edson Fachin
Edson Fachin (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)


247 - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, e o vice-presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes, assinaram o acordo para que a União Interamericana de Organismos Eleitorais (Uniore) atue como observadora internacional nas eleições deste ano.

Trata-se do terceiro acordo assinado pelo TSE com organismos internacionais que realizarão missões de observação no Brasil. Além da Uniore, participarão como observadores o Parlasul e a Organização dos Estados Americanos (OEA).

“Com todos esses organismos, o propósito do TSE é o mesmo: cooperar com a comunidade internacional e dialogar para fins de aprimoramento do sistema eleitoral brasileiro e, portanto, de nossa democracia. O Tribunal, fiel à missão de preparar, organizar e realizar eleições limpas e seguras, abre suas portas à observação e análise internacional, com total transparência, para que sejam efetuadas observações e recomendações que colaborem para nosso esforço contínuo e incessante de modernização e de aprofundamento da integridade institucional”, disse Fachin.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o jornal O Globo, nos próximos dias, a Corte também deve assinar outros acordos, como a Comunidade dos Países de Línguas Portuguesa (CPLP) e com a Fundação Internacional para Sistemas Eleitorais (IFES).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email