Valor aposta na demissão de Weintraub

O ministro da Educação Abraham Weintraub, que desde o início contava com a antipatia da ala militar e de outros setores do governo, nas últimas semanas também passou a desagradar Jair Bolsonaro, que deve demiti-lo após o recesso de fim de ano, aposta o Valor

Abraham Weintraub
Abraham Weintraub (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal Valor prevê que, após o recesso de fim de ano, Jair Bolsonaro terá um complicado xadrez ministerial para resolver. E, entre as cabeças a serem cortadas, a publicação do Grupo Globo aposta na de Abraham Weintraub, ministro da Educação, que desde que assumiu o cargo enfrenta a antipatia da ala militar e de setores técnicos do governo, "que o consideram um show man das redes sociais, inabilitado para a função".

Segundo a reportagem, nas últimas semanas Jair Bolsonaro confidenciou a interlocutores a irritação com o Weintraub por conta da divulgação de um relatório técnico da Câmara dos Deputados há um mês, apontando a paralisia e a ineficiência do MEC. "Ações relevantes como o Apoio ao Desenvolvimento da Educação Básica tiveram até julho execução orçamentária próxima a zero. No mesmo período, a pasta executou apenas 4,4% do volume reservado para investimentos. Classificada como prioridade, a Política Nacional de Alfabetização não foi implementada", diz. 

"Bolsonaro continuará elogiando publicamente o ministro, que tem o respaldo de seus filhos e da ala ideológica do governo. Mas começou a buscar um perfil técnico para a pasta. Um dos consultados foi o ministro da Economia, Paulo Guedes, que tem ligações com o setor: sua irmã, Elizabeth Guedes, é executiva na área do ensino superior privado", conta. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247