Weintraub tem 15 dias para explicar ataque vil a Lula e Dilma

O juiz Renato Martins, da 19ª Vara Cível de Brasília, mandou intimar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, a explicar a declaração que associa Lula e Dilma à apreensão de cocaína no avião da comitiva presidencial de Jair Bolsonaro

(Brasília - DF, 25/04/2019) Reunião com Abraham Weintraub, Ministro de Estado da Educação e equipe.
Foto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 25/04/2019) Reunião com Abraham Weintraub, Ministro de Estado da Educação e equipe. Foto: Marcos Corrêa/PR

247 - O ministro da Educação, Abraham Weintraub, tem 15 dias para prestar explicações sobre a declaração que fez em seu Twitter sobre os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, ao comentar a apreensão de 39 kg de cocaína no avião da comitiva de Jair Bolsonaro na Espanha. 

Weintraub escreveu que “no passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?” (leia mais no Brasil 247). 

Após o ataque do ministro, o PT ingressou com ação por dano moral contra weintraub. No pedido enviado à Justiça, os advogados do PT incluíram solicitação para que fosse determinada ao ministro da Educação a retirada das publicações da internet. 

O juiz Renato Martins, da 19ª Vara Cível de Brasília, manteve no ar o que escreveu Weintraub, mas mandou intimar o ministro para que ele apresente sua contestação em 15 dias sobre o possível dano moral causado aos petistas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247