'A maior obra de Arnaldo é garantir transição'

O futuro chefe da Casa Civil e presidente da Comissão de Transição do governo Flávio Dino, Marcelo Tavares, afirmou que espera que o futuro governo e o governo interino possam ter uma boa relação nestes 20 dias; para Tavares, caso Arnaldo ache que pode fazer algo diferente, pode atrapalhar o próximo governo; "O Arnaldo pode entregar obras que já estejam adiantadas. Mas não dá pra fazer nada de diferente em 20 dias de governo. A maior obra de Arnaldo é garantir uma transição tranquila, com as informações repassadas à equipe do próximo governo", afirmou

O futuro chefe da Casa Civil e presidente da Comissão de Transição do governo Flávio Dino, Marcelo Tavares, afirmou que espera que o futuro governo e o governo interino possam ter uma boa relação nestes 20 dias; para Tavares, caso Arnaldo ache que pode fazer algo diferente, pode atrapalhar o próximo governo; "O Arnaldo pode entregar obras que já estejam adiantadas. Mas não dá pra fazer nada de diferente em 20 dias de governo. A maior obra de Arnaldo é garantir uma transição tranquila, com as informações repassadas à equipe do próximo governo", afirmou
O futuro chefe da Casa Civil e presidente da Comissão de Transição do governo Flávio Dino, Marcelo Tavares, afirmou que espera que o futuro governo e o governo interino possam ter uma boa relação nestes 20 dias; para Tavares, caso Arnaldo ache que pode fazer algo diferente, pode atrapalhar o próximo governo; "O Arnaldo pode entregar obras que já estejam adiantadas. Mas não dá pra fazer nada de diferente em 20 dias de governo. A maior obra de Arnaldo é garantir uma transição tranquila, com as informações repassadas à equipe do próximo governo", afirmou (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Blog do Clodoaldo Corrêa - O futuro chefe da Casa Civil e presidente da Comissão de Transição do governo Flávio Dino, Marcelo Tavares, afirmou que espera que o futuro governo e o governo interino possam ter uma boa relação nestes 20 dias. Para Tavares, caso Arnaldo ache que pode fazer algo diferente, pode atrapalhar o próximo governo.

"O Arnaldo pode entregar obras que já estejam adiantadas. Mas não dá pra fazer nada de diferente em 20 dias de governo. A maior obra de Arnaldo é garantir uma transição tranquila, com as informações repassadas à equipe do próximo governo. Com apenas 20 dias de governo, se ele imaginar que pode fazer algo diferente, vai acabar atrapalhando o próximo governo e o povo do Maranhão", afirmou.

Tavares reafirmou que a transição com a equipe do governo Roseana praticamente inexistiu, com informações truncadas e insuficientes. Apenas uma primeira recepção calorosa para fotos e nada de mais concreto.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247