Acampamento Margarida Alves, em Moreno (PE), recebe mandado de despejo

Na manhã dessa quinta (19), um mandado de reintegração de posse está sendo cumprido no Acampamento Margarida Alves, zona rural de Moreno, na Região Metropolitana do Recife. Ocupado há mais de 16 anos, o antigo Engenho Xixaim abriga 55 famílias do MST

Mandado de reintegração de posse foi expedido em fevereiro deste ano
Mandado de reintegração de posse foi expedido em fevereiro deste ano (Foto: Comunicação MST)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasil de Fato - Na manhã dessa quinta (19), um mandado de reintegração de posse expedido pela 1ª Vara Cível de Moreno está sendo cumprido no Acampamento Margarida Alves, zona rural de Moreno, na Região Metropolitana do Recife. Ocupado há mais de 16 anos, o antigo Engenho Xixaim abriga 55 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) que vivem e produzem alimentos na área de cerca de 120 hectares.

O mandado foi expedido na segunda (16), mas a reintegração está acontecendo nesta quinta (19). Desde o início da manhã, dezenas de policiais já se encontram no local. O MST repudiou a ação de despejo, já que "as famílias vivem e produzem no local, que já tem uma estrutura construída", como reafirmou Romildo Félix, militante do Movimento. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247