Ativista LGBT é assassinado em Pernambuco

Formado em Pedagogia e ativista LGBT, Sandro Cipriano, 35, teve o corpo encontrado com sinais de violência na zona rural de Pombos, Zona da Mata de Pernambuco; segundo a declaração de óbito, ele levou um tiro na cabeça e tinha outras marcas de violência

(Foto: Reprodução)

247 - Formado em Pedagogia e ativista LGBT, Sandro Cipriano, 35, desapareceu na última quinta-feira  (27). No sábado (29) de manhã, o corpo dele foi encontrado com sinais de violência na zona rural de Pombos, Zona da Mata de Pernambuco. Segundo a declaração de óbito, ele levou um tiro na cabeça e tinha outras marcas de violência.

A morte provocou comoção entre ativistas e amigos do professor. "Sua morte, motivada por ódio e homofobia, é o retrato do Brasil que exclui, estigmatiza e assassina pessoas que defendem direitos e LGBTs", afirma nota divulgada pela Associação Brasileira de Ongs (Abong). 

Cipriano também era coordenador estadual e membro do Conselho Diretor Nacional da Abong e ex-conselheiro nacional da Juventude.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247