'Brasil está virando uma grande fazenda', diz governador da Bahia, sobre saída da Ford

"O que pensamos nos últimos cinco anos para aumentar o investimento em tecnologia e a industrialização? Nada. Estamos satisfeitos em nos tornarmos uma grande fazenda”, disse o governador da Bahia, Rui Costa

(Foto: Divulgação/GOVBA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que o fechamento das fábricas da Ford comprovam que o país deixou de lado uma politica de industrialização para se tornar “uma grande fazenda”. “Não há planejamento. O que pensamos nos últimos cinco anos para aumentar o investimento em tecnologia e a industrialização? Nada. Estamos satisfeitos em nos tornarmos uma grande fazenda”, disse o governador à coluna Painel, da Folha de S. Paulo

“Não dá para imaginar que o Brasil já teve uma indústria relevante, que viu florescer a indústria do petróleo, que teve grandes construtores disputando contratos para obras internacionais ter entrado nesse vazio”, ressaltou Costa. “Há cinco anos, o Brasil vive uma crise institucional forte, que paralisou as reformas e os investimentos. O capital é avesso a risco e o Brasil se tornou um país de alto risco”, completou. 

Ainda de acordo com ele, os cenários traçados pelos executivos da Ford apontam que outras montadoras devem encerrar suas atividades no Brasil nos próximas meses. “O câmbio foi a R$ 5, R$ 6. Quem vai bancar uma diferença de custos dessa? No ano passado, o setor industrial teve um aumento de 30% para produzir no Brasil”, disse Costa. 

O governador também ressaltou que Jair Bolsonaro não tem nada para apresentar em dois anos ano de governo. “Eu pergunto qual é o plano deles para a educação? E para a saúde? Na semana passada, ele falou que a mão de obra no Brasil não tem qualificação. O que ele está fazendo para melhorar isso? Qual é o plano deles para melhorar nossa infraestrutura logística? Não tem. Tudo o que estão entregando foi iniciado em 2012, 2013”, afirmou em referência ao governo da presidente deposta Dilma Rousseff. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247