Camilo Santana diz que Lula se equivoca ao não apoiar manifesto contra Bolsonaro

Segundo o governador do Ceará, que é contra o impeachment, é preciso parar de “remoer” o passado e buscar uma união entre as forças de centro-esquerda

Camilo Santana e Lula
Camilo Santana e Lula (Foto: Claudio Kbene/Instituto Lula)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Entrevistado no Roda Viva, na noite de ontem, o governador do Ceará, Camilo Santana, que é do PT, fez uma crítica ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por não assinar o manifesto Juntos, contra o autoritarismo de Jair Bolsonaro. Segundo ele, Lula está “equivocado” e  é preciso parar de “remoer” o passado e buscar uma união entre as forças de centro-esquerda. Camilo também se disse contra o  impeachment de Bolsonaro e defendeu a troca no comando da presidência da República nas urnas, em 2022.

Camilo discordou do pedido de impeachment apresentado pelo PT e afirmou que a medida é “extrema”. Segundo o petista, “remédio para governo ruim é pressão popular”, segundo aponta reportagem do jornal Valor Econômico sobre a entrevista.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247