Candidatura coletiva Todas as Lutas reúne em Salvador dragqueen, negras, cantora trans e mais, em "aliança da diferenças"

A Bancada Coletiva de Todas as Lutas apresenta-se em Salvador como uma "aliança das diferenças". Os oito pré-co-candidatos são oriundos de bairros e movimentos diversos; eleitos, terão tomar decisões em bloco. O registro será feito no nome de Rafael Pedral, filiado ao PT há 13 anos e criador de Petra Perón.

Petra Perón
Petra Perón (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Bancada Coletiva de Todas as Lutas, uma iniciativa pioneira em solo baiano, formada pela drag queen, articuladora das artes, ativista LGBTQI+ e defensora dos direitos humanos Petra Perón, a enfermeira e agente comunitária Nina Fernandes, a também enfermeira e doula Chenia D'Anunciação, os militantes das lutas antiracistas Jamerson Silva (produtor cultural e de Cajazeiras) e Raimundo Bujão (filósofo, membro do MNU e de Itapuã), a pesquisadora em gênero e diversidade sexual, cantora, jovem trans Yuna Vitória, lançam no dia 12 de setembro, às 15h, a sua pré-candidatura pelo PT à Câmara de Vereadores de Salvador. Na ocasião será anunciada a inclusão de mais dois componentes da candidatura coletiva, totalizando 8 pré-co- candidatos.

No último dia 25 de agosto, durante uma live com o ator Érico Brás, Jamerson apresentou, em nome da Bancada, a plataforma colaborativa "O que queremos para Salvador?", um canal digital pelo qual o grupo e suas assessorias poderão interagir, ouvir sugestões, denúncias e críticas da população, a fim de elaborar projetos e nortear ações em benefício da cidade  nos próximos quatro anos, caso seja eleito. 

"A plataforma é aberta e livre. Também não tolera nenhuma forma de preconceito e discriminação racial, sexual, de classe, gênero ou outra qualquer. Nós partimos e nos constituímos na força das 'ideias de um novo mundo' possível, e ele é feminista, antirracista, antiproibicionista, pela diversidade sexual e de gênero e por justiça econômica e social", afirma Petra Perón. 

Antes do início oficial da campanha eleitoral, no dia 26 de setembro, Petra informa que a Bancada fará um seminário em torno das contribuições lançadas na plataforma colaborativa e lançará um manifesto.

Na corrida para o Legislativo e uma vaga na Câmara de Vereadores de Salvador, a Bancada Coletiva de Todas as Lutas apresenta-se como uma "aliança das diferenças". Os oito pré-co-candidatos são oriundos de bairros e movimentos diversos, porém, uma vez eleitos, terão de assumir responsabilidades e tomar decisões em bloco. O registro será feito no nome de Rafael Pedral, filiado ao PT há 13 anos e criador de Petra Perón.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247