Ceará fecha acordo com Amazon Web Services para sediar o primeiro Centro de Competências para a Transformação Digital no Brasil

O governo Camilo Santana (PT), do Ceará, fez um acordo com a Amazon Web Services (AWS) para a implementação do primeiro Centro de Competências para Transformação Digital do País. A ideia é oferecer capacitação para jovens em educação, pesquisa, desenvolvimento e inovação. O estado possui a maior rede de fibra ótica do Brasil, com 14 mil km, destacou o governador

(Foto: CARLOS GIBAJA/GOVCE | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo do Ceará, comandado por Camilo Santana (PT), assinou nessa terça-feira (17) um acordo com a Amazon Web Services (AWS), para a implementação do primeiro Centro de Competências para Transformação Digital do País. Por meio dos Programas AWS Educate e AWS Academy, os alunos podem obter formação gratuita em habilidades de computação em nuvem. A ideia é oferecer capacitação para jovens nas áreas de educação, pesquisa, desenvolvimento e inovação. Executivo da Amazon na América do Sul, Paulo Cunha disse que o objetivo no que ele chamou de "primeira jornada" do Centro no Ceará é atingir mil cidadãos, sendo 700 deles estudantes, professores, funcionários públicos e cidadãos no geral.

O chefe do Executivo cearense destacou que o estado possui a maior rede de fibra ótica do Brasil, com 14 mil quilômetros, além de ser a porta de entrada dos cabos submarinos que traz toda a conectividade ao Brasil. De acordo com o governador o centro dará oportunidade aos jovens, "capacitação na área da educação, pesquisa, desenvolvimento e inovação". 

"Nós queremos transformar até o final de 2022 o Governo do Estado em um Governo Digital. Para que os serviços para os cearenses sejam todos digitais, simplificados e de melhor qualidade, e que o Estado possa acelerar o seu processo de conectividade", disse.

Os alunos de 14 a 17 anos podem ganhar os selos Inventor da Nuvem e Explorador da Nuvem, cada um com vários desafios de aprendizado interativo. Os alunos maiores de 18 anos podem se inscrever em 12 planos de carreira em serviços e aplicativos em computação em nuvem, com conteúdo selecionado focado nas posições em nuvem mais demandadas do mercado, como engenheiro de desenvolvimento de software, cientista de dados ou especialista em cibersegurança. 

De acordo com o presidente da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), Adalberto Pessoa, responsável por toda rede de fibra óptica do Estado, "quando migramos pra nuvem, reduzimos a estrutura, tornamos mais leve a operação, mais segura e, além disso, faz com que o estado seja capaz de inovar". 

"Não é como adquirir uma máquina e essa máquina ficar durante cinco, seis anos. Se daqui a seis meses houver lançamento de nova tecnologia, podemos, rapidamente, migrar, fazendo com que o estado esteja sempre pronto para inovar", complementou.

Os estudantes também poderão encontrar oportunidades de estágio e trabalho através de um Quadro de Oportunidades oferecido pela plataforma, com vagas disponíveis em parceiros AWS e clientes.

O governo ainda não repassou detalhes de estrutura do Centro de Competências para Transformação Digital, nem de como vai funcionar a parceria com a área da educação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247