Costa e Roseana discutiram propina pessoalmente

Ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa afirmou que discutiu pessoalmente com a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) repasse de propina para a campanha de 2010; segundo o ex-dirigente, o pedido de propina para a campanha ao governo maranhense partiu do atual senador Edison Lobão (PMDB), que na época era ministro de Minas e Energia; coube ao doleiro Alberto Youssef consolidar o pagamento; a informação é do Ministério Público, ao catalogar as informações de Costa no acordo de delação premiada

Ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa afirmou que discutiu pessoalmente com a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) repasse de propina para a campanha de 2010; segundo o ex-dirigente, o pedido de propina para a campanha ao governo maranhense partiu do atual senador Edison Lobão (PMDB), que na época era ministro de Minas e Energia; coube ao doleiro Alberto Youssef consolidar o pagamento; a informação é do Ministério Público, ao catalogar as informações de Costa no acordo de delação premiada
Ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa afirmou que discutiu pessoalmente com a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) repasse de propina para a campanha de 2010; segundo o ex-dirigente, o pedido de propina para a campanha ao governo maranhense partiu do atual senador Edison Lobão (PMDB), que na época era ministro de Minas e Energia; coube ao doleiro Alberto Youssef consolidar o pagamento; a informação é do Ministério Público, ao catalogar as informações de Costa no acordo de delação premiada (Foto: Leonardo Lucena)

Maranhão 247 – Em delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que discutiu pessoalmente com a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) repasse de propina para a campanha de 2010.

Segundo o ex-dirigente, o pedido de propina para a campanha ao governo maranhense partiu do atual senador Edison Lobão (PMDB), que na época era ministro de Minas e Energia. Coube ao doleiro Alberto Youssef consolidar o pagamento.

"Edison Lobão solicitou propina para Roseana Sarney. O pagamento ocorreu via Youssef. [Paulo Roberto Costa] reuniu-se pessoalmente com Roseana em 2010 para tratar da propina", informou o Ministério Público ao catalogar as informações de Costa no acordo de delação premiada, quando o réu colabora com a investigação em troca de redução na pena.

Em reunião na Esplanada dos Ministérios, Lobão, um dos 49 investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), teria pedido a Costa R$ 1 milhão em propina sem explicar a finalidade.

Roseana afirmou, via assessoria de imprensa, neste final de semana, que está "indignada". Segundo a ex-governadora, o seu relacionamento com o ex-diretor da Petrobras foi apenas institucional. A peemedebista disse que foi "completamente injustiçada".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247