Dino a Bolsonaro: "não é hora de brigar com a China, não é hora de brigar com governadores"

Em entrevista coletiva, o governador do Maranhão dirigiu críticas a Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro, que tumultuam o cenário político brasileiro em meio a pandemia de coronavírus (vídeo)

247 - O governador do Maranhão, Flávio Dino, fez críticas a Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro em entrevista coletiva. "Não é hora de brigar com a China, não é hora de brigar com governadores", disse ele, em referência aos ataques de Eduardo ao povo chinês e as reclamações de Bolsonaro às atitudes dos governadores.

"É hora de brigar contra o vírus, é hora de brigar contra a pandemia, é hora de preservar a saúde das pessoas, cuidar dos profissionais da saúde, essa é uma atitude patriótica, essa é uma atitude séria e é isso que nós estamos esperando que o presidente da República passe a adotar daqui para frente", disse Dino.

"É dever dele e só dele. Por mais que nós façamos, nós não podemos fazer sozinhos, e essa é uma solidão muito dura que nós enfrentamos hoje. Nós estamos, os governadores, lutando para nos coordenarmos em grupos de WhatsApp, em conferências quase que diárias que nós fazemos exatamente para suprir essa ausência de coordenação nacional", completou.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247