Dino convida Bolsonaro a visitar hospitais do Maranhão

"Eu mesmo mostro para ele", disse o governador, após Jair Bolsonaro pedir a seus seguidores que invadam e filmem hospitais

Jair Bolsonaro e Flávio Dino
Jair Bolsonaro e Flávio Dino (Foto: PR | LULA MARQUES)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Se Bolsonaro não fosse essa pessoa despreparada e desesperada, saberia que não precisa mandar invadir hospital. Basta verificar os boletins que os governos estaduais publicam com o número de leitos ocupados. E se ele quiser visitar os nossos hospitais, eu mesmo mostro para ele", postou o governador Flávio Dino, do Maranhão, após Jair Bolsonaro exortar seus seguidores a invadir e filmar hospitais, cometendo mais um crime de responsabilidade. Saiba mais sobre o caso:

Revista Fórum - Durante live presidencial realizada nesta quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que poderia haver um “uso político” nos dados da pandemia do coronavírus e pediu para seus apoiadores entrarem em hospitais de campanha para filmar as instalações.

O presidente, que se opôs ao isolamento social, disse que o Governo Federal fez “tudo” que era possível para conter o avanço da doença e sugeriu que os hospitais estariam vazios. Segundo ele, ninguém morreu por falta de leitos no país.

“Desde o começo se falava no tal achatamento da curva, o isolamento tinha que acontecer pra não faltar leitos nos hospitais. As informações que nós temos é que na totalidade ou em grande parte, ninguém perdeu a vida por falta de respirador e falta de UTI. Agora, se tem um hospital de campanha perto de você, dá um jeito de entrar e filmar. Muita gente está fazendo isso, mais gente tem que fazer para mostrar se os leitos estão ocupados ou não”, afirmou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247