Estimativa do Imesc prevê safra recorde de grãos no Maranhão em 2017

Estimativa agrícola elaborada pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) aponta que o Maranhão terá safra recorde de grãos em 2017; a expectativa foi apresentada na Nota de Agricultura Maranhense; o relatório aponta que a safra de grãos do Maranhão poderá ser de 4.548 mil toneladas (t), 110,3% maior em comparação com a safra de 2016; de acordo com a análise, feita com base nos dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do IBGE, o ano de 2017 apresenta cenário positivo para a agricultura maranhense, com recuperação das perdas geradas pela seca nos dois últimos anos

Ministra diz que n�o faltar�o recursos para custeio no Plano Safra 20152016
Ministra diz que n�o faltar�o recursos para custeio no Plano Safra 20152016 (Foto: Leonardo Lucena)

Estimativa agrícola elaborada pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) aponta que o Maranhão terá safra recorde de grãos em 2017. A expectativa foi apresentada na Nota de Agricultura Maranhense divulgada nesta segunda-feira (13). O relatório aponta que a safra de grãos do Maranhão poderá ser de 4.548 mil toneladas (t), 110,3% maior em comparação com a safra de 2016.

De acordo com a análise, feita com base nos dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o ano de 2017 apresenta cenário positivo para a agricultura maranhense, com recuperação das perdas geradas pela seca nos dois últimos anos.

“A primeira estimativa do ano sugere que a produção de grãos deverá registrar um novo recorde de safra com 4.548 mil toneladas (t), sendo que a maior produção registrada até então foi em 2014, com 4.117 mil toneladas. Em comparação com o ano anterior, a produção deverá ser maior em 2.385,2 t. As chuvas voltarão à normalidade, o que aumenta a expectativa dos produtores para a recuperação das perdas sofridas em 2015 e 2016, que foram anos atípicos devido ao fenômeno El Niño”, explicou o economista do Imesc, Anderson Nunes Silva.

No que se refere à cultura da soja, a expectativa também é de um novo recorde de safra, com 2.489 mil t, tendo registrado o maior volume de produção em 2015 (2.100 mil t). A produção de milho também deve apresentar recuperação em 2017, segundo aponta a análise realizada pelo Imesc. Estima-se que o Maranhão deverá produzir 1.650 mil t, safra recorde desde 2014, quando produziu-se aproximadamente 1.520 mil t da oleaginosa.

“Devido à seca dos últimos dois anos, a produção de milho caiu consideravelmente, chegando a ser de apenas 684 mil t em 2016. Para 2017, devido às expectativas positivas quanto às chuvas, houve um incremento de 25% na área plantada, o equivalente a 84,5 mil hectares”, informou Anderson Nunes.

Para acessar a Nota de Agricultura Maranhense, acesse o link: http://imesc.ma.gov.br/portal/Post/view/30/128.

Nota de Agricultura Maranhense

A Nota de Agricultura Maranhense é um dos produtos do Boletim de Conjuntura Econômica, uma publicação trimestral do Imesc. A Nota, deste modo, se propõe a fazer uma discussão prévia dos resultados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado mensalmente pelo IBGE.

O LSPA trata da previsão e acompanhamento das safras dos principais produtos agrícolas, por intermédio das Comissões Municipais e/ou Regionais de Estatísticas Agropecuárias (COMEA’s e COREA’s) que, por sua vez, são consolidadas para o nível estadual pelos Grupos de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias (GCEA).

Fonte: Ascom

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247