Flávio Dino: Bolsonaro tenta por o coronavírus embaixo do tapete

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), destacou a necessidade de a oposição se unir para implementar medidas de combate ao coronavírus. De acordo com o chefe do Executivo maranhense, Jair Bolsonaro "tenta esconder" a crise da Covid-19 "embaixo do tapete". Dino também afirmou que a oposição deve unificar o discurso para as eleições de 2022

Flávio Dino
Flávio Dino (Foto: Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Potencial candidato a presidente da República em 2022, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) destacou a necessidade de a oposição resistir ao retrocessos sociais e pautando medidas de combate ao coronavírus, que Jair Bolsonaro "tenta esconder embaixo do tapete".

"Em termos dos desafios, destaco três: o primeiro é a resistência contra retrocessos, e isso tanto no plano democrático quanto no plano dos direitos. O segundo papel é nós conseguirmos continuar pautando a centralidade no combate ao coronavírus, que Bolsonaro tenta esconder embaixo do tapete. E o terceiro tema, também central, é a questão econômica, em termos de propostas com foco para gerar empregos", afirmou Dino ao jornal Correio Braziliense

"A minha visão é que a situação econômica vai se deteriorar bastante no segundo semestre, e isso com quebradeira de micros e pequenas empresas, a desorganização de cadeias de oferta e demanda, de modo muito profundo. Isso vai gerar uma situação, a meu ver, muito desafiadora para o país", complementou.

De acordo com o chefe do Executivo maranhense, "precisamos ter uma mensagem unificada agora para facilitar a busca de um discurso único para 2022". 

"O Fernando Haddad (PT) no segundo turno (da eleição presidencial), e o Ciro não o apoiou. Então, nós temos que evitar isso. Como se evita isso? É mais ou menos aquele negócio do flerte, do namoro, ou seja, existem etapas a cumprir. O Bolsonaro, e essas correntes de extrema direita, eles têm aí um pedaço na base eleitoral do país. Nós não podemos minimizar isso. E também tem as alternativas ao centro. Então, se você não estiver no campo mais à esquerda, isso vai dificultar a nossa união".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email