Flávio Dino diz que convocação do Exército por Temer foi ato hediondo

Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse que "usar o Exército para mandar recado a opositores é hediondo, em um país que viveu uma ditadura com torturas, censura, cassações e mortes"; "As memórias de Rubens Paiva, Herzog, Covas, Marighella, Zuzu Angel, Ulysses Guimarães e outros perseguidos pela ditadura merecem respeito", declarou, em crítica direta a Michel Temer

Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse que "usar o Exército para mandar recado a opositores é hediondo, em um país que viveu uma ditadura com torturas, censura, cassações e mortes"; "As memórias de Rubens Paiva, Herzog, Covas, Marighella, Zuzu Angel, Ulysses Guimarães e outros perseguidos pela ditadura merecem respeito", declarou, em crítica direta a Michel Temer
Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse que "usar o Exército para mandar recado a opositores é hediondo, em um país que viveu uma ditadura com torturas, censura, cassações e mortes"; "As memórias de Rubens Paiva, Herzog, Covas, Marighella, Zuzu Angel, Ulysses Guimarães e outros perseguidos pela ditadura merecem respeito", declarou, em crítica direta a Michel Temer (Foto: Gisele Federicce)

Maranhão 247 - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), publicou em seu Facebook um texto em que afirma que "usar o Exército para mandar recado a opositores é hediondo, em um país que viveu uma ditadura com torturas, censura, cassações e mortes".

"As memórias de Rubens Paiva, Herzog, Covas, Marighella, Zuzu Angel, Ulysses Guimarães e outros perseguidos pela ditadura merecem respeito", escreveu, em crítica direta a Michel Temer, que assinou ontem um decreto convocado as Forças Armadas para garantir a lei e a ordem em Brasília.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247