Flávio Dino: Liberação do FGTS é um pingo d’água no oceano da recessão

O governador do Maranhão, Flávio Dino, afirma que a "liberação do FGTS é uma boa medida, mas é um pingo d'água no oceano da recessão nacional"; "Uma agenda de empregos pressupõe redução de juros, mais crédito e novos investimentos públicos. É isso que todos os países realmente soberanos fazem", analisa

247 - O governador do Maranhão, Flávio Dino, afirma ao Blog do Sakamoto que a "liberação do FGTS é uma boa medida, mas é um pingo d'água no oceano da recessão nacional". O presidente Jair Bolsonaro assinou, nesta quarta-feira (24), uma Medida Provisória que muda as regras de saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para aquecer o consumo.

"Uma agenda de empregos pressupõe redução de juros, mais crédito e novos investimentos públicos. É isso que todos os países realmente soberanos fazem", analisa o chefe do Executivo maranhense. 

De acordo com a MP, que precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional, a partir de setembro, os trabalhadores poderão retirar até R$ 500,00 de cada conta que possuem no fundo. 

Outro detalhe é que, em 2020, será instituído um "saque de aniversário" anual, com a possibilidade de retirar de 5% a 50% do saldo. Quanto maior ele for, menor será a porcentagem de retirada permitida. Quem escolher essa possibilidade, poderá usar o saque anual como garantia de empréstimos pessoais. Mas quem optar por ele não poderá sacar o valor total se for demitido sem justa causa

"É necessário pensar prioritariamente no Brasil e nos brasileiros. Agradar o governo americano e as empresas dos Estados Unidos não basta para fazer nossa economia voltar a crescer", continua Dino. 

Dois navios iranianos que trouxeram fertilizantes e pretendiam retornar carregando milho brasileiro estão no porto de Paranaguá (PR) desde junho. A Petrobrás não vende combustível a eles com medo de sanções norte-americanas. O Brasil é um grande fornecedor de milho ao país.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247