Flávio Dino: não queremos que a eleição seja marcada por baixaria

Em entrevista ao telejornal Bom Dia MA, da TV Diáspora, o governador do Maranhão, Flávio Dino(PCdoB), voltou a externar o desejo de enfrentar a candidata Roseana Sarney como rival no segundo turno da eleição para governador; Dino acredita que "será muito fácil para o eleitor maranhense comparar o governo da filha de José Sarney com o dele"

Brasília - Governador do Maranhão, Flavio Dino, fala com a imprensa após reunião com a presidenta Dilma, no Palácio do Planalto (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília - Governador do Maranhão, Flavio Dino, fala com a imprensa após reunião com a presidenta Dilma, no Palácio do Planalto (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Charles Nisz)

Jornal Pequeno - O governador Flávio Dino voltou a externar, em entrevista ao jornal Bom Dia MA da TV Difusora (SBT), que deseja ter a ex-governadora Roseana Sarney como sua adversária. Para o comunista, será muito fácil para o eleitor maranhense comparar o governo da filha de José Sarney com o seu.

Ainda durante a conversa com o jornalista Adalberto Melo, Dino voltou a conclamar que os adversários não partam para a baixaria política.

Confira nos tópicos a seguir o que disse Dino.

Roseana
“A gente não escala adversário, a gente não escolhe adversário, isso compete a eles. O certo é que o grupo Sarney, que é um grupo tradicional do estado, deve apresentar um candidato ou um conjunto de candidatos, um grupo, quem sabe, para tentar retomar o governo.

Nós estamos preparado para essa disputa, o que eu sublinhei é que sendo a ex-governadora Roseana Sarney vai ficar muito mais simples você comparar 14 anos de governo dela com 3 anos nosso e mostrar exatamente os resultados, os resultados administrativos, os políticos, mostrar a conjuntura de cada um, mostrar como eles no tempo da bonança, no tempo das vacas gordas não souberam aproveitar e como nós pegamos em um tempo de tantas dificuldades e estamos mostrando tantos resultados”.

Baixaria
“Nós estamos preparados para o debate democrático. O que não queremos é que a eleição seja marcada por baixaria, por agressividade, como infelizmente nós temos visto. Nós estamos preparado para o debate político, programático, mas eles estão muito instáveis. Desejamos que a disputa seja séria”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247