Governo Bolsonaro não comparece à conferência climática da ONU em Salvador

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, não foi à conferência Semana Climática da América Latina e Caribe, promovida pela ONU, em Salvador (BA). Assim como Jair Bolsonaro, o titular da pasta chegou a cancelar o evento, mas recuou da decisão após pressão do prefeito da capital baiana, ACM Neto

247 - O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, não esteve presente nesta segunda-feira (19) na conferência Semana Climática da América Latina e Caribe (LAC Climate Week – LACCW), promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em Salvador (BA). O titular da pasta chegou a canceloar o evento, que vai até sexta-feira (23), mas recuou da decisão após pressão do prefeito da capital baiana, ACM Neto (DEM).

O governo tem sido duramente criticado por setores progressistas dentro do País e também no exterior devido ao posicionamento de negar mudanças climáticas. 

Em maio, Bolsonaro chegou a dizer que não receberia o evento, mas foi pressionado por ACM a rever sua posição.

No final de junho, o relator especial da ONU sobre pobreza extrema e direitos humanos, Philip Alston, criticou os esforços globais para conter as mudanças climáticas e citou diretamente Bolsonaro como um exemplo em trecho do documento dedicado a analisar casos de "fracasso de liderança governamental". Ele incluiu o Brasil entre os países que dão "passos na direção errada".

"Muitos países estão dando passos de pouca visão na direção errada. No Brasil, o presidente Bolsonaro prometeu abrir a Floresta Amazônica para a mineração, acabar com a demarcação de terras indígenas e enfraquecer as agências e proteções ambientais", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247