Governo corta R$ 224 mi do Fundeb do MA, denuncia Weverton Rocha

Em pronunciamento no plenário da Câmara Federal, o líder da bancada do PDT, deputado Weverton Rocha, denunciou os cortes milionário no Fundeb nos estado do Maranhão, Ceará, Bahia e Paraíba, o que em seu entendimentos vai dificultar até mesmo o pagamento dos salários dos professores; segundo o parlamentar, o governo federal cortou no mês de abril R$ 224 milhões de recursos para a educação no Maranhão, referentes à devolução de repasses adiantados em dezembro de 2016 ao estado e aos municípios

Em pronunciamento no plenário da Câmara Federal, o líder da bancada do PDT, deputado Weverton Rocha, denunciou os cortes milionário no Fundeb nos estado do Maranhão, Ceará, Bahia e Paraíba, o que em seu entendimentos vai dificultar até mesmo o pagamento dos salários dos professores; segundo o parlamentar, o governo federal cortou no mês de abril R$ 224 milhões de recursos para a educação no Maranhão, referentes à devolução de repasses adiantados em dezembro de 2016 ao estado e aos municípios
Em pronunciamento no plenário da Câmara Federal, o líder da bancada do PDT, deputado Weverton Rocha, denunciou os cortes milionário no Fundeb nos estado do Maranhão, Ceará, Bahia e Paraíba, o que em seu entendimentos vai dificultar até mesmo o pagamento dos salários dos professores; segundo o parlamentar, o governo federal cortou no mês de abril R$ 224 milhões de recursos para a educação no Maranhão, referentes à devolução de repasses adiantados em dezembro de 2016 ao estado e aos municípios (Foto: Leonardo Lucena)

Blog do Jorge Vieira - Em pronunciamento no plenário da Câmara Federal, o líder da bancada do PDT, deputado Weverton Rocha, denunciou os cortes milionário no Fundeb nos estado do Maranhão, Ceará, Bahia e Paraíba, o que em seu entendimentos vai dificultar até mesmo o pagamento dos salários dos professores.

O parlamentar pedetista explicou que o governo federal cortou no mês de abril R$ 224 milhões de recursos para a educação no Maranhão, referentes à devolução de repasses adiantados em dezembro de 2016 ao estado e aos municípios.

Segundo o dirigente pedetista, a medida que foi publicada no Diário Oficial da União, na Portaria nº 565, de 20 abril de 2017, estabelece ainda que o Ceará perdeu R$ 164 milhões; Bahia R$ 70 milhões e Paraíba terá que devolver R$ 35 milhões.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247