Governo do RN fabricará 7 milhões de máscaras para a população potiguar

A estimativa do governo do Rio Grande do Norte é que cada oficina de costura possa confeccionar 8.400 máscaras por dia

(Foto: REUTERS/Mike Segar)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasil de Fato - Oficinas de costura que integram o programa Pró-sertão, do governo do Rio Grande do Norte, confeccionarão 7 milhões de máscaras de pano, que serão distribuídas à população potiguar. O estado têm 215 casos confirmados de covid-19 e sete mortes, por conta do vírus.

As máscaras serão feitas de malha, seguindo orientações do Ministério da Saúde. Elas se diferem das máscaras utilizadas por profissionais da saúde, de TNT. O objetivo do governo potiguar é liberar as máscaras (N95), homologadas pela Anvisa (Agência Nacional Vigilância Sanitária) para uso exclusivo dos trabalhadores (médicos e enfermeiros) que estão mais expostos ao vírus. 

A estimativa do governo do Rio Grande do Norte é que cada oficina de costura possa confeccionar 8.400 máscaras por dia.

O secretário de Desenvolvimento do Estado, Jaime Calado, que é médico sanitarista, lembrou que as máscaras de tecido poderão ser higienizadas e reaproveitadas pelos usuários. Ele também destacou que a determinação é que o equipamento de segurança cubra prioritariamente a região da boca e do nariz, sem deixar espaços nas laterais.

Ao todo, 78 oficinas de costura que estavam paralisadas por conta do isolamento horizontal na região, produzirão as máscaras.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email