Governo garante 1 mil vagas no ‘Mais Renda’ em SL

O governo do Maranhão informou que já destinou a dotação orçamentária de R$ 4 milhões para continuidade e expansão do programa Mais Renda em São Luís e também no interior do estado; além de 350 vagas para o interior do estado, outras 1.000 já foram garantidas para São Luís na próxima etapa; em São Mateus e Timon a seleção de beneficiários já começou

Leide e Chagas comemoram o resultado satisfatório obtido com o Programa ‘Mais Renda’. Foto: Izabella Silveira
Leide e Chagas comemoram o resultado satisfatório obtido com o Programa ‘Mais Renda’. Foto: Izabella Silveira (Foto: Leonardo Lucena)

Maranhão 247 - O governo do Maranhão informou que já destinou a dotação orçamentária de R$ 4 milhões para continuidade e expansão do programa Mais Renda em São Luís e também no interior do estado. Além de 350 vagas para o interior do estado, outras 1.000 já foram garantidas para São Luís na próxima etapa. Em São Mateus e Timon a seleção de beneficiários já começou.

"O programa é muito bom. Tem um investimento que tira muitas famílias da subsistência para que elas cheguem a um patamar de sustentarem suas famílias e pensar na expansão de suas vontades. E o resultado desse sucesso é que o programa será expandido e já foi garantida a dotação orçamentária de R$ 4 milhões para a expansão das novas 1.350 unidades, serão 100 em São Mateus, 250 em Timon e, ainda, teremos mais 1.000 beneficiários para São Luís", detalha a gestora de Fomento às Atividades Produtivas da Sedes, Fabíola Ewerton.

No interior, o processo está em fase de seleção de beneficiários, feito com o apoio dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) dos municípios e, para participarem, os candidatos precisam estar cadastrados no CadÚnico, trabalharem com alimentos ou estarem desempregados. Após a seleção, serão iniciadas as etapas de capacitação e entrega dos kits.

Além do recebimento dos carrinhos, os beneficiários terão a partir do mês de julho o acompanhamento de equipes técnicas, que darão orientações, inclusive, sobre o microcrédito e microempreendedorismo individual. “Algumas pessoas estavam completamente paradas e esse é um processo de mudança lento, não tem como garantir o desenvolvimento do dia para a noite. Eles serão acompanhados e assistidos e faremos isso a partir de julho. Atualmente, estamos na fase de seleção das equipes que farão esse monitoramento”, explica Fabíola.

De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), Neto Evangelista, "em breve" será lançado mais um edital para São Luís com a previsão de mil novas pessoas a serem atendidas". "Esse é um programa completo, a capacitação não serve apenas para receber um certificado, ou cumprir determinada carga horária, as pessoas realmente aprendem teorias e atividades que irão de fato precisar no dia a dia das vendas", ressalta.

*Com assessoria

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247