Lei de cotas raciais entra em vigor no MA nesta terça

A lei que destina 20% das vagas dos concursos públicos estaduais para negros entrará em vigor nesta terça-feira (29), conforme anunciou o secretário de Estado de Igualdade Racial, Gérson Pinheiro, por meio das redes sociais; a cota será concedida em concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública estadual, das autarquias, das fundações públicas e das sociedades de economia mista controladas pelo Estado do Maranhão

A lei que destina 20% das vagas dos concursos públicos estaduais para negros entrará em vigor nesta terça-feira (29), conforme anunciou o secretário de Estado de Igualdade Racial, Gérson Pinheiro, por meio das redes sociais; a cota será concedida em concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública estadual, das autarquias, das fundações públicas e das sociedades de economia mista controladas pelo Estado do Maranhão
A lei que destina 20% das vagas dos concursos públicos estaduais para negros entrará em vigor nesta terça-feira (29), conforme anunciou o secretário de Estado de Igualdade Racial, Gérson Pinheiro, por meio das redes sociais; a cota será concedida em concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública estadual, das autarquias, das fundações públicas e das sociedades de economia mista controladas pelo Estado do Maranhão (Foto: Leonardo Lucena)

Maranhão 247 - A lei que destina 20% das vagas dos concursos públicos estaduais para negros entrará em vigor nesta terça-feira (29), conforme anunciou o secretário de Estado de Igualdade Racial, Gérson Pinheiro, por meio das redes sociais. A proposta foi sancionada pelo governador Flávio Dino no dia 29 de dezembro de 2015.

A cota será concedida em concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública estadual, das autarquias, das fundações públicas e das sociedades de economia mista controladas pelo Estado do Maranhão.

Segundo o chefe do executivo maranhense, "o diálogo permanente, a abertura construtiva e fraterna existente entre os atores sociais e institucionais permitiu que chegássemos a este momento histórico".
 
"Essa lei é um marco que contribui para que o nosso estado seja mais justo, com menos desigualdades e mais oportunidades para todos", afirmou Flávio Dino, na época em que a lei foi sancionada.

 

Conheça a TV 247

Mais de Nordeste

Ao vivo na TV 247 Youtube 247