Maranhão terá mais 60 profissionais no Mais Médicos

O estado contará com 561 profissionais do Programa Mais Médicos; os 60 novos profissionais estrangeiros que chegam nesta semana ao estado atuarão em 17 municípios dando prioridade ao atendimento em atenção básica

O estado contará com 561 profissionais do Programa Mais Médicos; os 60 novos profissionais estrangeiros que chegam nesta semana ao estado atuarão em 17 municípios dando prioridade ao atendimento em atenção básica
O estado contará com 561 profissionais do Programa Mais Médicos; os 60 novos profissionais estrangeiros que chegam nesta semana ao estado atuarão em 17 municípios dando prioridade ao atendimento em atenção básica (Foto: Itevaldo Junior)

Maranhão 247 - A Secretaria de Estado da Saúde (SES) iniciou São Luís o penúltimo ciclo do Programa Mais Médicos no Maranhão. No último sábado, 22 médicos cubanos desembarcaram em São Luís após uma semana de treinamento em Fortaleza (CE). Ontem os profissionais participaram do primeiro dia da semana de acolhimento, que irá até amanhã, no Hotel Veleiros, como parte do treinamento realizado pela SES antes dos médicos serem encaminhados aos municípios onde atuarão.

Nesta quarta-feira (dia 16), mais 38 profissionais devem desembarcar na capital, finalizando o quinto e último ciclo e integrando a equipe de profissionais que atuarão no interior do estado.

"Nós já vamos encerrar o quarto ciclo e entrar de imediato na etapa final do programa. Finalizadas todas as etapas, o Maranhão contará com 561 profissionais do Programa Mais Médicos em todo o estado", informou Isabel Macedo, coordenadora do Programa Mais Médicos no Maranhão.

Os novos médicos estrangeiros devem atuar em 17 municípios do estado, dando prioridade ao atendimento em atenção básica à saúde da população destas localidades. Entre os municípios contemplados com o novos profissionais, estão Carolina, Chapadinha, Tufilândia, Cajapió, Centro Novo do Maranhão, Buriticupu, Governador Eugênio Barros, Maracaçumé, Guimarães, Araioses, Barra do Corda, Balsas, Itinga, Santa Inês, Davinópolis, Presidente Dutra e Timon.

Ontem, os 22 profissionais que chegaram ao Maranhão participaram do primeiro dia da semana do acolhimento, promovida pelo SES, que tem o objetivo de orientar os médicos sobre a realidade dos municípios onde vão atuar. "Quando os médicos chegam ao estado eles precisam conhecer as especificidades de cada região onde vão atuar, o perfil de cada localidade e, principalmente, os dados epidemiológicos e os indicadores", afirmou Isabel Macedo.

O médico cubano Victor Manuel Velazquez, de 33 anos, que tem formação em medicina comunitária e clínico-geral, chega ao Maranhão com a expectativa de colaborar com as regiões onde há deficiência no acesso à medicina. "Já trabalhei em outros países, como Venezuela e Bolívia, justamente na atenção básica à saúde e vir para o Brasil é um novo começo. Pelos próximos três anos, pretendo desenvolver muitos projetos no país", assinalou. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247